INMorfina

Não gosto de escrever, particularmente isso quase sempre representa algum mal estar. Aprendi a escrever depois de aprender a não ser alegre sempre, a deixar de querer ser feliz para sempre. Agora escrevo para o tempo passar, para as angústias passarem, para está já cotidiana dor nas costas ir embora.
Pouco sei sorrir, verbo este que já foi infinito, agora escaço.
A dor sobe ao meu pescoço, espero que quando ela alcançar todo meu corpo, então pare de sentir dor, não vou sentir mais nada. Related Posts with Thumbnails

Um comentário:

Dame sans merci disse...

"Pensar é envelhecer um pouco a cada dia"
"É preciso ver com os olhos tristes"
Tristeza leva á introspecção...